O efeito Mpemba ou paradoxo de Mpemba é o fenómeno físico que consiste no facto de, sob certas condições, a água morna congelar mais rapidamente do que a água fria. A descoberta deste efeito foi feita por um estudante do ensino secundário chamado Erasto Barthlomeo Mpemba na Tanzânia, África em 1969. O fenômeno foi observado durante o fabrico de gelados e perante diversos professores.

Não há unanimidade sobre o que exatamente este efeito é e sob quais circunstâncias ele ocorre. Há registros de fenômenos semelhantes desde a antiguidade, porém com detalhes insuficientes para as alegações serem verificadas. O fenômeno parece ser contrário à Termodinâmica, porém um número de possíveis explicações já foram propostas. Investigações mais à fundo necessitam de uma definição mais precisa de “congelamento” e do controle de um vasto número de parâmetros iniciais para se confirmar ou explicar o efeito.

Os cientistas não sabem ao certo por que a água quente às vezes congela mais rapidamente do que a água fria. O Efeito Mpemba nem sempre é visto – geralmente a água fria congela antes da água quente. A explicação para o efeito provavelmente tem a ver com impurezas na água, que servem como locais de nucleação para congelamento. Outros fatores podem incluir:

•um efeito da evaporação da água quente.

•aumento da convecção em água quente.

•maior tendência da água fria de super-resfriar em comparação com a água quente.

•potenciais diferentes quantidades de gases dissolvidos em água fria em comparação com água quente.

•efeito da formação de gelo – a água quente tende a congelar na parte inferior, enquanto a água fria tende a congelar na parte superior.

Em 2012, a Royal Society of Chemistry realizou um concurso para apresentação de trabalhos que apresentassem explicações sobre o efeito Mpemba. Mais de 22.000 pessoas participaram e o próprio Erasto Mpemba anunciou Nikola Bregović como o vencedor. Bregović sugere duas razões para o efeito – uma amostra mais fria fica super-resfriada ao invés de congelada, e convecção aprimorada na amostra mais quente acelera o resfriamento, mantendo o gradiente de calor nas paredes do recipiente.

Fontes:

Wikipedia , Thoughtco

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s