Se observarmos o ambiente que nos rodeia, notaremos coisas que podemos ver e tocar, como uma bola, um lápis, um caderno, alimentos, plantas e rochas, e outros que podemos sentir, como o vento, o ar e a brisa. Se colocarmos algumas destas coisas numa balança, poderemos perceber que todas elas possuem uma certa quantidade de massa.

Chamamos matéria a tudo aquilo que existe na natureza, tem massa, ocupa lugar no espaço e pode, portanto, de alguma forma, ser medido.

Corpo é uma porção limitada da matéria e o objecto é um corpo fabricado para um determinado fim.

Resumindo, podemos dizer que o ferro é matéria, uma barra de ferro é um corpo e um portão de ferro é um objecto.

Propriedades da matéria

Uma espécie química é classificada de acordo com as suas propriedades, que podem ser específicas, gerais e funcionais.

Propriedades específicas da matéria

São aquelas que são peculiares a cada substância pura. Podem ser físicas, químicas e organolépticas.

Propriedades físicas

São aquelas que têm relação com os fenómenos físicos. Entre as propriedades físicas, encontram-se o ponto de fusão, o ponto de ebulição, o calor específico, a densidade e o coeficiente de solubilidade.

Ponto de fusão

É a temperatura em que a substância passa do estado sólido ao estado líquido. Por exemplo, a temperatura de fusão da água é de 0°C e a do álcool etílico é -112°C.

Ponto de ebulição

É a temperatura a que a substância passa do estado líquido ao estado gasoso. Por exemplo, a temperatura de ebulição da água é de 100 °C e a do álcool etílico é de 78,4 °C.

Calor específico

É a quantidade de calor necessária para elevar de 1 °C a temperatura de 1 grama de substância.

Densidade

A densidade indica-nos se uma dada porção dessa substância, ocupando um dado volume, tem maior ou menor massa. Esta varia com a temperatura pois geralmente os corpos com o aumento da temperatura dilatam-se e com a sua diminuição contraem-se. Caso não seja mencionada a temperatura a que foram submetidas as substâncias, deve entender-se que ocorreu a 25 °C.

Coeficiente de solubilidade

O coeficiente de solubilidade de uma substância, a uma dada temperatura, é a quantidade máxima de massa dessa substância capaz de se dissolver totalmente em uma quantidade de solvente (normalmente, é a água). Quando ultrapassado estes limites, a solução fica supersaturada e a substância deposita-se no fundo do recipiente.

Propriedades químicas

São as propriedades relacionadas com os fenómenos químicos.

Propriedades organolépticas

São aquelas que impressionam os nossos sentidos.

Estado de agregação: dependendo das condições de pressão e de temperatura, uma substância pode ser sólida, líquida e gasosa. Estas propriedades podem ser percebidas pelo tacto.

Cor: a matéria ou substância pode ser colorida ou incolor. Esta propriedade é percebida pela visão.

Sabor: uma substância pode se insípida (sem sabor), como é o caso da água, ou sípida (com sabor), como é o caso do sabor salgado do sal (cloreto de sódio). Esta propriedade é percebida pelo paladar.

Odor: a matéria pode ser inodora (sem cheiro) ou odorífera (com cheiro) Esta propriedade é percebida pelo olfacto.

Propriedades gerais das substâncias

São as que podemos observar em toda a espécie de matéria, independente da substância de que é feito. São elas: massa, inércia, extensão, impenetrabilidade, divisibilidade, compressibilidade, elasticidade e indestrutibilidade.

Massa: é uma propriedade relacionada com a quantidade de matéria e é medida geralmente em quilogramas (kg).

Extensão: indica o espaço ocupado pela matéria. O volume mede a extensão de um corpo.

Impenetrabilidade: dois corpos não podem ocupar ao mesmo tempo o mesmo espaço.

Compressibilidade: diminuição do volume da matéria quando submetida a uma determinada pressão. Os gases são facilmente comprimidos; os líquidos podem ser comprimidos até certo ponto; nos sólidos quase não se percebe este fenómeno.

Divisibilidade: propriedade que a matéria tem de se dividir em partículas mais pequenas.

Inércia: propriedade que a matéria tem de se manter na situação em que se encontra, seja em repouso ou em movimento.

Indestrutibilidade: a matéria não pode ser criada nem destruída, apenas transformada.

Propriedades funcionais das substâncias

São as propriedades comuns existentes em certos grupos de substâncias que constituem as funções químicas. Exemplos: os óxidos, ácidos, bases e sais.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s